Borboleta azul, poisando de ramo em ramo, diz ao meu amor, que eu ainda o amo! Leva-lhe o recado borboleta bela. -:-:-:---:-:-:- Vai!...não é pecado eu esperar à janela… -Diz-lhe que o espero… que estou só e triste, que ainda o quero… diz-me se o viste? -:-:-:---:-:-:- Borboleta linda, estou desesperada, porque não veio ainda, esta madrugada? -:-:-:---:-:-:- Diz-lhe que estou morrendo, de amor e desejo, meus lábios ardendo esperando um beijo. -:-:-:---:-:-:- Nesta solidão, Quase que adormeço, Como um fruto do chão, Sozinha apodreço!
Autora: Glória Febra (de Portugal)


                      



© Brisa Diseños - Copyright, Marzo 2010